Eletricitários rejeitam contra proposta apresentada pela Energisa.

Publicado em 13.01.2021

Em assembleia realizada na manhã de hoje os eletricitários rejeitaram, por unanimidade,  a contra proposta apresentada pela Energisa  e autorizou o Sindeletric a continuar negociando o ACT 2020/2021 com a empresa.

Veja os principais pontos da contra proposta que foi rejeitada:

Garantia da data base em 1º de novembro;

Reposição salarial em 100% do INPC 4,77% com pagamento em janeiro, sem efeito retroativo;

Reajuste do piso salarial 5,31;

Antecipação da PLR só em 2021;

Retirada da classificação do plano de saúde por faixa etária, permanecendo a cláusula atual e tendo um reajuste de 8%;

Ticket alimentação reajustado pelo INPC passando para R$ 963,44;

E todas as demais cláusulas econômicas reajustadas em 4,77%

Segundo o presidente do Sindeletric, José Carlos, esse ano está muito difícil a negociação apenas de termos conseguido avanços em alguns pontos, principalmente, com respeito ao plano de saúde que com a mudança para faixa etária beneficiaria apenas uma parte dos empregados, mas por outro lado obrigaria que quase 500 companheiros tivessem que retirar dependentes do plano.  Não aceitamos a mudança do plano e não vamos aceitar divisão de reajuste salarial, queremos o nosso reajuste salarial no mínimo em 100% do INPC acumulado com efeito retroativo desde ao dia 1º de novembro que é a nossa data base.

Vamos continuar negociando com a empresa e acreditamos que é possível construir uma proposta melhor. Uma empresa que teve um lucro extraordinário, e teve a sua revisão tarifária tem o dever de apresentar uma proposta equilibrada que venha atender as necessidades básicas da nossa categoria.

Vamos à luta juntos seremos mais fortes.