Eletricitários aprovam ACT 2020/2021

Publicado em 19.01.2021

Os trabalhadores da Energisa aprovaram, na manhã desta terça-feira, 19, a terceira proposta da Energisa para o Acordo Coletivo 2020/2021. Essa foi uma das negociações mais extensa e difícil dos últimos anos, foram vários encontros entre o sindicato e a empresa, até que chegou a uma proposta em que foram mantidas, praticamente, todas as conquistas anteriores. A exceção foi o adiantamento da PLR. Não conseguimos adiantar a PLR 2020, mas em compensação, a de PLR 2021, será negociada já a partir de junho e o adiantamento ocorrerá em dezembro, assegurou o presidente do sindicato, José Carlos dos Santos.  

No novo Acordo Coletivo foi mantida a data base da categoria e a reposição salarial de 4,77%, corresponde a variação integral do INPC, e o reajuste do piso salarial ficou em 5,31%, ambos com efeito retroativo a 1º de novembro 2020.

Em relação a Plano de Saúde, o sindicato conseguiu que não houvesse nenhuma modificação em relação as faixas etárias, permanecendo o mesmo formato atual. Segundo José Carlos, essa foi uma das nossas maiores lutas nessa negociação, pois a empresa queria incluir outras faixas etárias o que elevaria muito o preço e iria acabar inviabilizando que muitos trabalhadores permanecessem com o Plano de Saúde. A partir de março de 2021, a mensalidade dos dependentes sofrerá um reajuste de 8%.

A categoria em assembleia é soberana e decidiu aceitar a contra proposta apresentada pela Energisa, sabemos que esse Acordo não foi o que a categoria esperava, muito menos o que merecia, mas apesar disso conseguimos garantir as cláusulas já existentes, inclusive o Plano de Saúde, que se ficasse como a empresa havia proposto, mais de 500 trabalhadores seriam prejudicados, disse o Presidente.

Passou a integrar o Acordo Coletivo aprovado uma cláusula que prevê a implantação do trabalho remoto na modalidade híbrida, e as cláusulas econômicas serão reajustadas em 100% do INPC, ou seja, em 4,77%, retroativo a 1º de novembro de 2020. Confira abaixo as demais cláusulas econômicas:

  • Auxílio alimentação;
  • Auxílio creche;
  • Material escolar;
  • Auxílio filho excepcional;
  • Auxílio funeral;
  • Seguro de vida;
  • Bolsa de estudo;
  • Ajuda transferência;
  • Prêmio gozo de férias;
  • Isenção do vale transporte;

Se Liga - O pagamento do retroativo salarial será realizado no dia 12 de fevereiro, e o retroativo referente ao Vale Alimentação será creditado em 25 de janeiro.